• Mov Lab Fanpage
  • Twitter Mov Lab
  • Instagram Mov Lab

O nome "Mov Lab" e seu logo são marcas registradas. CNPJ: 24.548.842/0001-40 
Rua Dias da Cruz, Méier, Rio de Janeiro, RJ - 20720-011

Copyright © Mov Lab - Todos os direitos reservados
contato@movlabstore.com - PROCON/RJ

Ansiedade no ballet

February 27, 2018

 
 

Existe algo muito comum entre as bailarinas, principalmente as que começaram o ballet já depois de adultas. Algumas definem como vontade de melhorar logo mas quando a coisa começa a acontecer diferente da maneira que idealizaram ficam ainda mais nervosas. Existe uma definição muito mais clara e objetiva para isso: Se chama ansiedade.

Somos bombardeados com informações e temos mil e um deveres a serem cumpridos ao longo do dia, parece que o tempo passa cada vez mais rápido e queremos tudo para ontem, mas quando entramos em uma sala de ballet é necessário entender que o tempo ali passa de uma forma diferente e que todos nós temos um limite e uma velocidade de evolução muito particular. Precisamos respeitar nossas características pessoais e principalmente o nosso corpo. Só a partir desse momento é que de fato começamos a trabalhar olhando para dentro, focando nas próprias dificuldades e consequentemente, evoluindo. 

"Por que não posso usar pontas ainda?
  Por que não estou pronta para avançar de nível e a minha amiga está?
  Por que a minha perna não sobe?
  Por que não consigo executar aquele passo?" 

Essas são perguntas que algumas alunas já me fizeram e existem diversas respostas para cada uma delas, mas apenas uma seria possível para todas elas: Porque você ainda não está pronta(o).

A técnica do ballet não é fácil e muito menos rápida de se aprender e executar bem. Os passos mais elementares por mais simples que pareçam, se tornam difíceis quando executados corretamente e esses mesmos movimentos te preparam para executar outros ainda mais complexos. Formar um bailarino profissional demora anos! Isso não quer dizer que você não possa executar bem, mas achar que você dançará como uma profissional em 1 ou 2 anos é pura ilusão. O trabalho é feito de forma muito minuciosa. Demora, mas o resultado vem se você trabalha para alcançá-lo!

Não se compare com outras pessoas! É interessante quando nos espelhamos em alguém que tenha técnica mais apurada, isso ajuda na evolução e te inspira a continuar trabalhando mas não se compare a essa outra pessoa, temos corpos diferentes e pontos a serem trabalhados! A sua dificuldade pode ser a facilidade da outra e vice versa. Outro fato importante é que para executar melhor talvez ela esteja trabalhando há mais tempo que você, logo não faz sentido fazer certas comparações.

Se tem dúvida, esclareça sempre com seu professor! Se acostumar a executar qualquer passo de forma errada pode não só criar "vícios", mas também retardar sua evolução. Reaprender e se adaptar novamente demanda esforço e pode demorar muito mais!

Outro fato que ocorre bastante é simplesmente não perceber que está evoluindo. Parece estranho, porém é mais comum do que se imagina. Se você tem essa dificuldade, filme ou tire fotos das aulas ou de exercícios específicos, em semanas ou meses diferentes e faça um acompanhamento. Aposto que você terá algumas surpresas!

E não se esqueça: O avançado de hoje foi iniciante algum dia. Continue trabalhando que você chega lá no seu tempo! ;)



 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

FOLLOW ME

  • Mov Lab Fanpage
  • Twitter Mov Lab
  • Instagram Mov Lab

POSTS

February 27, 2018

Please reload

TAGS

NEWSLETTER

Please reload