Como respirar adequadamente enquanto dança




Você sabia que a respiração pode influenciar no seu desempenho na dança e evitar lesões?

Isso acontece porque o nosso corpo precisa de níveis mais altos de ventilação durante a prática de atividades físicas, além disso, alguns músculos que ativamos durante a respiração são essenciais para a estabilização da nossa coluna. Mas afinal, você sabe como respirar corretamente enquanto dança? Leia o post completo e saiba como!


Dica 1: Evite fazer apnéia (prender a respiração) Quando respiramos nós levamos oxigênio para todo o corpo, inclusive os músculos que nos possibilitam dançar. Ao prendermos a respiração não oxigenamos devidamente o nosso organismo, levando consequentemente ao aumento da fadiga muscular, tornando a sua dança mais tensionada e exaustiva. Sintomas como cansaço, tontura e dores podem surgir.


Dica 2: Respire com o core

O core também conhecido como: musculatura do centro, centro de força ou power house. Sendo constituído pelo diafragma, transverso do abdômen, os oblíquos interno e externo do abdômen, reto abdominal e assoalho pélvico. Sua contração proporciona a estabilidade da coluna vertebral e suas curvaturas, como se fosse uma cinta abdominal. Sendo essencial manter esses músculos fortes e ativos durante a sua dança, não apenas para o controle do posicionamento, mas também para prevenção de lesões.

Dica 3: Exercite a sua consciência corporal e o controle da musculatura abdominal Deite-se de barriga para cima (mantendo a curvatura natural da coluna), apoie os pés no chão e coloque seus braços ao lado do corpo ou suas mãos sobre seu abdômen; Inspire pelo nariz enquanto expande os pulmões e as costelas e imagine que seu umbigo indo na direção das costas, mantendo a coluna na posição neutra; Na expiração forçada, contraia o core como se estivesse apertando um espartilho, sem expandir o abdômen. Pratique este exercício vária vezes sentado ou em pé. Lembrando que a coluna vertebral e a pelve não se movimentam.

Dica 4: Inspire e expire no momento certo Na expiração a contração do core é intensificada, ou seja, você precisa expirar com força quando realiza um trabalho mais intenso (como na descida de um grande salto). Nos grand battements, expire e contraia o core cada vez que executa o lançamento. Nos giros, inspire ao preparar e expire ao girar, estabilizando o tronco. Nos pequenos saltos, use o ritmo da combinação para manter o equilíbrio entre inspiração e expiração, respirando confortavelmente. Inspire pelo nariz e use o princípio da expiração forçada para acionar o core. Tente expirar pelo nariz na maioria dos exercícios, mas se começar a sentir muito cansaço não há problema em expirar pela boca. Lembre-se controle é fundamental, e o controle vem do core! Dica 5: Prepare seu corpo Chegue com antecedência para preparar a mente e o corpo para a aula ou ensaio. Deite, concentre-se, faça os exercícios de respiração (dica 3) e dê continuidade com os execícios de aquecimento.

Gostou das nossas dicas!? Conta para a gente o que você mais gostou e compatilhe com os amigos! Fonte: Anatomia da dança

127 visualizações
  • Mov Lab Fanpage
  • Twitter Mov Lab
  • Instagram Mov Lab

O nome "Mov Lab" e seu logo são marcas registradas. CNPJ: 24.548.842/0001-40 
Rua Dias da Cruz, Méier, Rio de Janeiro, RJ - 20720-011

Copyright © Mov Lab - Todos os direitos reservados
contato@movlabstore.com - PROCON/RJ